sábado, 8 de novembro de 2008

The Whisperer...

Como homenagem à minha querida Irmã Misha )O(, hoje coloco aqui um poema da sua autoria. Deixa despontar novamente o teu lado criativo.... ;)




The silent warrior wakes in the night
The shadows fill his heart with strength
“Oh Darkness, my sweet lover! The end is near and I shall face it!”
The cruel spirit moves in deep obscurity,
The trees shake afraid of the cold they feel;

The moon has disappeared from the sky,
The stars fell when love died,
The clouds, afraid of freezing, vanished into air…
Oh! The spirit of the Wind!

The warior walks above the land
Pursuing anyone who has fear,
Fear of the Dark, fear of Death!
Death is Fear and Fear is Death,
And the pain is the Darkness in our minds;

The rain has fallen no more,
The tears have stopped their stream,
The lakes and seas are dry, dried with suffering…
Oh! The spirit of the Water!

Light runs from the warrior
For he is darker than Darkness itself.
He sees nothing, he feels nothing,
He feels nothing but thirst,
The thirst of a Dark Revenge;

The sun won’t come up tomorrow,
The fire won’t burn longer,
The shines of golden fields will no more be seen…
Oh! The spirit of the Fire!

The silent warrior stops
He feels something else,
Something he had never felt before
It’s a growing sensation that fills him,
And he feels afraid;

The trees shook with cold,
The stones broken in pieces,
The animals ran in fear…
Oh! The spirit of the Earth!

He sees a Light, a powerful Light,
It’s the purity of harmony he sees,
The shine of golden hair and pale skin damage his eyes
He’s blind for a second but he recovers
For She has touched him, and he died… Screaming Her name…

And the Moon filled the Sky,
And the Rain fell too,
For the Light has came back
And now the trees scream too…
“Oh! The spirit of the Dark!”


27, Outubro 2001

Por Misha )O( em Twilight Caress

11 comentários:

bat_trash disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bat_trash disse...

Esse poema lembrou-me uma música:
Guerreiros são pessoas
São fortes, são frágeis
Guerreiros são meninos
No fundo do peito
Precisam de um descanso
Precisam de um remanso
Precisam de um sonho
Que os tornem perfeitos...

Lindo o poema de sua amiga!

Bat Kiss.

Marcia Barbieri disse...

Belo poema de sua irmã. Desculpe o tempo ausente, são as atripulações da vida.

beijos sempre ternos

Blood Tears disse...

Bat, obrigada, a Misha agradece, lol, ela é uma jovem muito talentosa, mas anda com a inspiração um bocadinho perdida... ;) Adorei a letra da música com que me brindaste!

Márcia, obrigada, a Misha é minha irmã espiritual, lol, não somos irmãs verdadeiras, mas acho que não podiam existir duas que fossem tão iguais como nós... O tempo é muito curto para todos os nossos projectos, portanto obrigada pela visita... :)

Beijos grandes para as duas

Misha )O( disse...

Obrigada amigos da Blood:)Fiquei muito surpreendida quando ela publicou o meu poema aqui... (Misha cora)...

É sempre um prazer ler algo vosso, por isso agora também já podem disfrutar tembém dos meus devaneios embora eles sejam mais musicais no meu blog Twilight Caress...

Um beijo
Blessed Be
Misha*

Carmello Café disse...

Queridíssima Bloody, fiz uma postagem sobre o filme "O Violino Vermelho" lá na Zona e também disponibilizei para download a sua trilha sonora (ou banda sonora como você deve dizer... rsrs). Hoje eu estava justamente me deliciando com essas múisicas quando pensei que talvez você fosse gostar delas também - porque me lembrei de uma vez que você colocou aqui uma música do filme "A Lista de Schindler", que também tinha um violino lindo.
Além disso, sinto falta de sua sempre bem-vinda presença.
Beijos O+ do amigo co-sanguíneo.
Até!

Micas disse...

Gostei imenso deste poema, e sim acho que a tua amiga devia soltar a sua veia criativa.

Beijo

Desnuda disse...

Maravilhosamente soberbo este poema! o final é lindo....Somente a Mãe Terra, a grande força criadora e geradora é o início e o fim. A verdadeira força.


Grande beijo e parabéns pela escolha!

Ruela disse...

O poema é muito belo.



Bjs.

Carmello Café disse...

Terra chamando Lua! Bloody, cadê você?...

Beijos.
Até!

Gothicum disse...

"Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros."
(Clarice Lispector)

Nem sequer comento. As palavras seriam poucas para descrever a perfeição e o que senti ao ler este escrito. Abraços