quarta-feira, 6 de maio de 2009

Muralha Invisível


Solitária, contemplas da janela os caminhos sinuosos que rasgam os prados verdejantes em direcção à tua torre.

Na penumbra do quarto, olhas em direcção à janela e avanças para ela como que hipnotizada pelos raios de luz que penetram a obscuridade.

Abres a janela de par em par, avanças hesitante, e fechas os olhos saboreando a aragem quente que te envolve em sorrisos lânguidos de crepúsculo... Qual bailado da alma que te estende a mão invisível, ansiosa pelo toque suave que se adivinha no sorriso do olhar…

Mas oh…….. A aragem acaricia-te o cabelo, e enrubescida de tamanha ousadia o teu olhar retrai-se, subsistindo apenas a essência do perfume que oscila no ar.

Chegam aos ouvidos murmúrios de palavras doces e misteriosas, mas os teus olhos não conseguem ver para além das máscaras insensíveis e de ar distante… Desiludida, envolves a tua torre em bruma e nevoeiro, embora seja difícil resistir à atracção pela luz colorida que teima em querer romper a penumbra. 

Entreabres momentaneamente as cortinas de fumo, aspirando avidamente o sabor da vida, enquanto espirais de vermelho te presenteiam com suspiros. Vacilas, ante a expectativa de voltar a sentir, de voltar a saborear, de sair da redoma em que te refugiaste.... 

Encerraste-te num mundo a preto e branco, mas sabes, o arco-íris continua à tua espera….

8 comentários:

Lady Misha )O( disse...

Dia e noite*Ansiamos a companhia da Luz... fumo e nuvens ensombram-nos... mas com os cabelos ao vento superamos qualquer obstáculo...

Gothicum disse...

"A meditação profunda acentua a natureza real do objecto a respeito do qual meditamos, e faz com que ela penetre na alma daquele que medita."
(Ramakrishna)


...que pena, ultimamente, não escreveres mais!

As nossas torres, por muito altas que sejam, apontam sempre os seus telhados para o céu...

Abraços

Lunna Montez'zinny disse...

Passando para matar a saudade e apreciar suas palavras.
Sempre que começa mais um dia do lado de cá eu faço uma pausa, como se fosse uma prece e sempre acho que estou construíndo o meu pequeno arco íris. Bjs

Leto of the Crows disse...

E a luz colorida continuará a tentar passar pela penumbra e pelas brumas.

Lindo ^^

Beijinhos!

Escabroso disse...

Histórias com Torres são sempre as melhores. :)

Cheers,

Porcelain Doll disse...

Alma magoada... repleta de desespero... busca sarar suas feridas em prazeres passados e esquecidos, ou em sonhos de futuro e de imensidão...

Que bonito... :)

Beijinhos!

Anónimo disse...

"Perco-me no abismo da imensidão
Que o teu vazio me faz desejar"

Estive a ler vários dos teus "posts" e sem dúvida que vou continuar a visitar-te. As tuas palavras inspiram-me. Escolhi aquelas que estão, de momento, em consonância com o meu estado de espirito....

Beijo

http://lookingforyou.blogs.sapo.pt/

bat_trash disse...

alcançar horizontes
atravessar distantes planetas
domesticar infinitas pontes.

leve e breve sentimento
indecifrável, confuso
como vento inconstante
no calor da tarde.

olhos fitos na estrada
à espera de um talvez,
ilusória esperança...

Beijos.


PS:Saudade absurda de ti. Por que sumiste tão radicalmente?