quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Estavas Enganada

De mãos dadas ao desconhecido, envolvo-me no meu leito aconchegante.... Fecho os olhos para adormecer mais uma vez e fugir do presente. Fugir para o meu mundo de sonhos. Nada faz sentido, mas sinto-me bem nessa casa virada de pernas ao ar, em que acontecem as coisas mais estranhas e ninguém fica a olhar para trás, continuam sempre a andar.

Uma voz esganiçada e irritante martela o meu cérebro.

"Vês? Eu bem te disse que estavas enganada!"

Bolas, nem a milhares de quilómetros de distância me deixa sossegada! Sacudo fortemente a cabeça para a desalojar do cantinho em que se instalou. Que vá destabilizar para outro lado. Nunca lhe pedi a opinião, mas arranja sempre maneira de se tentar fazer ouvir.

As janelas do quarto abrem-se de par em par, furiosas também com a intrusão, e uma rajada de vento provocada por um bando de corvos arrebata-a e leva-a num turbilhão para bem longe. Ahhhhhhhh..... Que sossego..... Sem pensamentos nem vozes nem consciências que me atormentem. Fundo-me com a minha almofada e brinco com as nuvens que passam ao meu lado.

Aqui o despertador não toca, os jornais não chegam e as televisões não noticiam desastres e assassinatos. Nem os telemóveis me apoquentam.

As janelas fecham-se devolvendo ao meu quarto um odor inebriante a incenso da lua. Afinal era ela quem estava enganada. O meu quarto é o meu santuário, aqui, só me importunam se eu deixar.

8 comentários:

Misha )O( disse...

O meu quarto é o meu refúgio... mas a minha mente está cheia de confusão, sentimentos avassaladores, medo, desespero e a voz não me vem guiar... nem me vem incomodar... há muito que não ouço a voz...
Beijo grande Irmã*

Misha

Vertigo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vertigo disse...

Todos nós precisamos do nosso 'cantinho'..muitas vezes,é lá que desmorono,que me reergo,que choro,que rio..é uma das minhas terapias para refrescar a alma,porque sei que a seguir se irá incendiar de novo.

um beijo

Marcia Barbieri disse...

Lindo texto!Todo mundo precisa de um refúgio.

beijos

mariazinha disse...

ainda bem que estava enganada :)
...o nosso espaço é o nosso castelo.

beijo*

bat_trash disse...

Nosso quarto é a extensão de nosso eu.

Bat Kiss.

Blood Tears disse...

Querida Irmã, as vozes nem sempre se fazem ouvir.... Por vezes quando as queremos calar teimam em incomodar, outras vezes, o desejo inconsciente é mais forte, e ficam abafadas.... Beijo grande (hug)

vertigo, o nosso santuário é o nosso porto seguro, e sabe tão bem... :)

márcia, a fuga nem sempre é benéfica para resolver algo, mas pelo menos as pausas, dão-nos tempo para retemperar forças, no nosso refúgio... :)

mariazinha, o nosso espaço encantado adapta-se às necessidades... :) Erguer as muralhas do castelo é uma boa medida contra inoportunos...

bat, sim, o quarto é a nossa extensão, e faz-em lembrar que ao interpretar sonhos, a casa significa geralmente o nosso corpo.... O nosso mundo vibra connosco... :)

Blood Kisses

Gothicum disse...

"A beleza das coisas está no espírito de quem as contempla." (David Hume)

Quando se escreve com esta harmonia nao é possível fazer comentários. Abraços